Meu refúgio

Sentimentos e Poesias

Textos


Triste olhar

OlhO pela janela
Vidraça embasada
Transeunte as pessoas
Nao se reconhece quase nada
Umas frenéticas
Outras lentas
Quase nao caminham
Algumas esperam o trem e metro
Outras o ônibus simplesmente
Irreconhecíveis estão
Cena triste de se ver
Mascaradas, sem sorrisos aparente
No olhar a tristeza somente
Seguem seu rumo afora
Cada um seu destino.
Triste de se ver
A esperanca nao vai embora
A qualquer hora
Verás o sorriso aparecer.
Tonia Aleixo
Enviado por Tonia Aleixo em 15/07/2020
Alterado em 15/07/2020


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras