Meu refúgio

Sentimentos e Poesias

Textos


O banquete



No solar do castelo encantado, convidados chegando
Com vestes exuberantes, bordados com diamante
Sentaram-se à mesa farta, com pratos de porcelana
Os talheres, eram de ouro, cravados com diamantes
No apogeu do momento, as mulheres sofisticadas
Nos seus belos vestidos rendados, exibiam a riqueza
Com adornos e camafeu no pescoço
Nos dedos, anéis de ouro com perolas e pedras preciosas
Exibiam a todo instante, suas joias preferidas
De ouro, perolas, rubis e esmeraldas
O cardápio sofisticado, a altura dos convidados
Tao bem elaborados, que dá gosto de se ver
Parecia uma obra de arte, nem pra mim, nem pra você
Quando a nave aterrissou, coloquei os pés no chão
Logo vi que aquele banquete, fora como um foguete
Era apena ilusão
Na realidade, o povo sofre, sem água e sem pão
A mesa era inexistente, o banquete, fora um sonho
Neste mundo, sem amor no coração.
Tonia Aleixo
Enviado por Tonia Aleixo em 12/05/2019
Alterado em 12/05/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras