Meu refúgio

Sentimentos e Poesias

Textos


Ancorei meu barco

Navegando nos mares da vida
entre flores e feridas
superando tudo na vida

Ondas revoltas e calmaria
o barco segue dia a dia
sobre o mar a navegar

Com o barulho do mar
adormeço e amanheço
ouvindo os pássaros a cantar

O sol vem surgindo no horizonte
longínquo, avisto os montes
estou prestes a ancorar

Ancorei o barco no cais
joguei as ancoras no mar
garantindo a segurança
para em terra chegar.
 
Tonia Aleixo
Enviado por Tonia Aleixo em 10/04/2019
Alterado em 10/04/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras