Meu refúgio

Sentimentos e Poesias

Textos

Vento uivante
Vento uivante
noite escura no céu
chuva torrente,
o vento sopra alucinado,
tempestade à caminho,
fecho portas e janelas,
vou para o meu quarto,
começo a orar!.
peço a Deus que nos proteja,
dos ventos fortes, trovões e raios,
que invadem,
o Ser dos inocentes adormecidos,
do sentimento do bem.
Que percebam à sua volta,
o próximo, que para ele não importa,
agride, tortura e mata,
como se nada sentisse.
Esse Ser pertubado,
sem amor a sí próprio,
precisa da tua bênção ó Senhor!
para que torne-se uma criatura divina,
e volte a acreditar na sua essência e na do outro.
Senhor,
termine com seu revolto,
abra-lhe a porta do coração,
e veja o outro como irmão.
Que seus uivos torrente não volte jamais,
e passe a viver na Paz!


autora:Antonia Aleixo 21-10-08..
Tonia Aleixo
Enviado por Tonia Aleixo em 06/02/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras