Meu refúgio

Sentimentos e Poesias

Textos




Lembro-me como se fosse hoje
na casa de pau a pique
minha infância passei
foram anos felizes
com a familia que tanto amei.

A casa de pau a pique
com reboco de argila cinza
rede no alpendre,
flores coloridas ao derredor
adornavam minha casa
como se fosse um bangalô.

O chão de terra batida
encarnada como rubí
minha mãe sempre feliz
e sorrindo pra mim.

Na casa de pau a pique
o fogão feito de barro
acesso com gravetos de lenha
cozinhava o alimento plantado
da roça catado.

Anos felizes foram àqueles
minha infância querida
não tem nada no mundo
comparado a nova vida.

A seca, era torrente
dias quentes sem dó
mas nada impedia
de visitar a minha avó.

A familia mais unida
conversava no terreiro.
Hoje, cada um no seu canto
num mundo brejeiro.

Ah! minha casa de pau a pique
quão feliz éramos nós
não importa se fora um casebre
mas unia a  todos nós.

A felicidade não tem preço
ainda me viro pelo avesso
em busca de um recomeço.

Oh ! Lembranças
que revigora minha vida
junto da familia querida.





 
Tonia Aleixo
Enviado por Tonia Aleixo em 25/02/2018
Alterado em 19/07/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras