Meu refúgio

Sentimentos e Poesias

Textos




Lembro-me como se fosse hoje
na casa de pau a pique
minha infância passei
foram anos felizes
com a familia que tanto amei.

A casa de pau a pique
com reboco de argila cinza
rede no alpendre,
flores coloridas ao derredor
adornavam minha casa
como se fosse um bangalô.

O chão de terra batida
encarnada como rubí
minha mãe sempre feliz
e sorrindo pra mim.

Na casa de pau a pique
o fogão feito de barro
acesso com gravetos de lenha
cozinhava o alimento plantado
da roça catado.

Anos felizes foram àqueles
minha infância querida
não tem nada no mundo
comparado a nova vida.

A seca, era torrente
dias quentes sem dó
mas nada impedia
de visitar a minha avó.

A familia mais unida
conversava no terreiro.
Hoje, cada um no seu canto
num mundo brejeiro.

Ah! minha casa de pau a pique
quão feliz éramos nós
não importa se fora um casebre
mas unia a  todos nós.

A felicidade não tem preço
ainda me viro pelo avesso
em busca de um recomeço.

Oh ! Lembranças
que revigora minha vida
junto da familia querida.





 
Tonia Aleixo
Enviado por Tonia Aleixo em 25/02/2018
Alterado em 26/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras