Meu refúgio

Sentimentos e Poesias

Textos


Lembranças

Lembro-me da infância
quando brincava com amigos
empinava capuchetas
de jornal ou de revistas.

Subiam ao céu azulado
o sol reluzia como brilhante
tentava as nuvens alcançar em vão,
mudava de rota conforme o vento
seguia subindo,
subindo sem direção,
até cair ao chão.

E as bolinhas de gude
 a cada empurrão
caiam na caçapa
que era um buraco no chão!

Os balões que fazíamos
coloridos como o aco íris
subiam à deriva
e não arriscavam vidas.

Já as bonecas de pano
feitas por minha mãe,
mãe tornava-me na tenra idade
deixando meu coração
repleto de emoção
a embalar  como filha do coração!
Tonia Aleixo
Enviado por Tonia Aleixo em 02/06/2017
Alterado em 06/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras