Meu refúgio

Sentimentos e Poesias

Textos


A linha

Nos meus sonhos,
o carretel de linha colorida
agulha,
o cérebro como tecido.

Cada ponto do desenho
há sonhos almejados,
cada sonho, uma ação.

Sonhos se renovam
no tecido, teço outros desenhos,
novas ações,
umas concluímos,
outras não.

O carretel de linha continua
outros sonhos aparecem,
outros bordados aquecem
as ações se concluem,
outras não.

Jamais faltará linha
para o bordado realizar,
enquanto vida houver,
os sonhos continuam

Terminando os sonhos
a linha, se esfacelará,
é o fim da linha,
a vida vai se acabar.

Enquanto houver vida
não deixe a linha acabar
sonhe, sonhe
para seu bordado termina.

 
Tonia Aleixo
Enviado por Tonia Aleixo em 15/09/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras