Meu refúgio

Sentimentos e Poesias

Textos


Amor fulgaz

Quando o amor acontece
o coração estremece
a taquicardia aparece,
sufocando a alma,
que nada acalma
senão numa noite de amor.

Entre beijos e abraços
os corpos suados,
exalando o odor do cio.

Os corpos tremem em delírios
suspiros e gemidos de amor.

A noite contrasta com a lua
que envolve os amantes,
com os olhos brilhantes,
como o brilho das estrelas,
enquanto invadem-se os corpos.

Ao amanhecer
nasce o sol no horizonte.
dois corpos estonteantes,
no gozo e no prazer.

Quando o amor acontece!

 
Tonia Aleixo
Enviado por Tonia Aleixo em 24/08/2016
Alterado em 24/08/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras